Blog do Waldemar

RAPOSA: Prefeitura lança 1º Concurso de Poesia e Desenho contra Abuso Sexual de Crianças e Adolescentes, para estudantes

 

A Prefeitura da Raposa, através das Secretarias de Educação e de Assistência Social, lançaram, nesta quinta-feira (25), o 1º Concurso de Poesia e Desenho para estudantes das escolas do 5º ano e do 6º ao 9º ano.
O lançamento foi feito, no Cimar, pela secretária de Educação do Município, Zélia Maria Moreira; a adjunta do mesmo órgão, Tânia Santos; e a secretária de Assistência Social, Elizia de Freitas, que enfatizaram a preocupação da prefeita Tali Laci em valorizar as áreas educacional e de assistência social.
As secretárias informaram que o tema geral do concurso é “Abuso e Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes Contados na Literatura de Cordel”.
O público da reunião era formado por gestores e supervisores destas escolas, por conta do Dia de Combate ao Abuso e Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes, em 18 de maio.
A coordenadora do Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas), Sílvia Sampaio; as coordenadoras pedagógicas, Gorete Morais e Lidiane Ribeiro; e a equipe do Conselho Tutelar também estiveram presentes.
Todos os discursos foram no sentido de enaltecer a importância do concurso para despertar e refletir sobre um dos problemas que afetam muitas crianças e adolescentes.
TRECHO DO REGULAMENTO DO 1º
CONCURSO DE POESIA E DESENHO
“O 1º Concurso de Literatura de Cordel é uma promoção da Secretaria Municipal de Educação – SEMED e da Secretaria de Assistência Social – SEMAS e visa integrar ações educativas com a “CAMPANHA FAÇA BONITO” no Combate ao abuso e exploração sexual de Crianças e Adolescentes que é lembrado no dia 18 de maio”
TRECHO DA JUSTIFICATIVA
“O mundo todo vive um momento delicado com relação ao modo de vida das pessoas. Os modelos de consumo e de desenvolvimento têm se mostrado cada vez mais insustentáveis do ponto de vista da sobrevivência humana e de todas as espécies do planeta. Por todos os lados, ficam cada vez mais evidentes os sinais de violência da ação humana”.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *