Blog do Waldemar

PERSEGUIÇÃO: Indígenas se queixam ao STF que governo Bolsonaro os humilha

Em documento enviado ao STF, a Articulação dos Povos Indígenas do Brasil (Apib) afirma que representantes indígenas foram humilhados pelo governo federal. Segundo a entidade, integrantes do governo federal fizeram discursos ameaçadores e usaram palavras de baixo calão em uma reunião ocorrida na última sexta-feira
247 – A Articulação dos Povos Indígenas do Brasil (Apib) enviou relatório ao Supremo Tribunal Federal (STF) denunciando a atitude humilhante do governo federal em relação a representantes indígenas em uma reunião ocorrida na última sexta-feira (17).

A pauta era o combate ao coronavírus entre os povos indígenas. Segundo a entidade, integrantes do governo federal fizeram discursos ameaçadores e usaram palavras de baixo calão, informa o Globo
“A experiência vivida por eles foi de um tratamento desastroso, humilhante e constrangedor, situação à qual nenhum cidadão merece passar, sobretudo diante de autoridades do governo brasileiro”, diz o relatório. Segundo a entidade, a reunião foi planejada para atacar os povos indígenas e tentar intimidá-los.
Segundo a Apib, o ministro do Gabinete de Segurança Institucional (GSI), Augusto Heleno, disse na reunião que o governo atenderia apenas indígenas em terras demarcadas. Os demais seriam tratados como produtores rurais. A entidade também relata que o secretário Especial de Saúde Indígena do Ministério da Saúde, Robson Santos da Silva, chamou os povos indígenas de “cínicos, levianos e covardes”.
Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *