Blog do Waldemar

MARANHÃO: Técnicos traçam plano para transformar carceragem de Barra do Corda em unidade prisional

A Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap) enviou nesta semana uma equipe de técnicos e especialistas para fazer uma avaliação sobre a delegacia da Polícia Civil em Barra do Corda e de outros municípios do Maranhão. A ideia é reformar e ampliar as carceragens para que sejam transformadas em unidades prisionais.

A mudança implica mais estrutura e melhores instalações. A partir do diagnóstico feito nas visitas, será definida uma programação para verificar quais carceragens podem ser assumidas. O passo seguinte é fazer a reformas e os ajustes necessários.

A Seap e a Polícia Civil também esclarecem que estruturas construídas a céu aberto anexas às delegacias não são usadas para abrigar presos, sendo destinadas apenas a banho de sol.

“A gestão prisional já se prepara para assumir pelo menos três delegacias visitadas na região de Barra do Corda, entre elas a da própria cidade. Já abrimos processo seletivo, com intuito de agilizar a contratação de pessoal”, diz o titular da Seap, Murilo Andrade de Oliveira.

“Neste momento, estamos negociando prazos com as demais pastas envolvidas, para que os prédios passem a ser de responsabilidade da Seap e a funcionar com os padrões de modernização hoje utilizados no Sistema Penitenciário do Maranhão”, acrescenta o secretário.

Prédios novos e reformados

Desde 2015, a Secretaria de Administração Penitenciária vem trabalhando para transformar carceragens de delegacias em unidades prisionais, como já ocorreu em Cururupu, Carutapera, Governador Nunes Freire, Grajaú, Presidente Dutra e Zé Doca.

Além disso, já foram construídos ou reformados 18 prédios da Polícia Civil, para melhorar a estrutura precária acumulada nas décadas passadas. Outros dez estão sendo reformados ou construídos.

A meta é recuperar até o fim deste ano um total de 36 órgãos da Secretaria de Segurança Pública. Ao longo da gestão, a previsão é que sejam feitas melhorias em mais de 40 delegacias.

“A estas obras se somam outras ações a exemplo da realização de concursos públicos e seletivos, aquisição de materiais e equipamentos, aumento e valorização dos policiais com promoções e progressões”, diz o secretário de Segurança Pública, Jefferson Portela.

Entre as obras, está a ampla reforma no Instituto de Criminalística do Maranhão (Icrim) e do Instituto Médico Legal (IML), que foi todo reestruturado.

Ainda na capital, os prédios da Corregedoria de Polícia Civil, localizada no complexo da Secretaria de Segurança Pública; e as superintendências Especial de Investigação Criminal (Seic) e de Prevenção e Combate à Corrupção (Seccor) recebem obras. Com o projeto, a Seccor foi desmembrada da Delegacia de Roubos e Furtos de Veículos (DRFV). A área Itaqui-Bacanga e o centro da cidade ganharam um Complexo de Polícia.

As cidades do interior do estado também estão sendo contempladas com o cronograma de obras. Na lista, prédios de delegacias nos municípios de Penalva, Imperatriz, Barreirinhas, Bacabal, Coroatá, Pinheiro, Zé Doca, Santa Rita, Peritoró, Santa Inês e São Bento (que ganhou um complexo de segurança), dentre outras cidades.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *