Blog do Waldemar

LABORATÓRIO DE REFERÊNCIA: Profissionais do Lacen redobram rotina de trabalho no combate à covid-19 no Maranhão

Uma equipe formada por cerca de 30 profissionais, entre técnicos, biomédicos, biólogos, técnicos em vigilância sanitária e motoristas compõe a atual equipe do Laboratório Central de Referência em Saúde Pública (Lacen), equipamento da Secretaria de Estado da Saúde (SES). Nas últimas semanas, os profissionais têm redobrado a rotina de trabalho para realizar diagnóstico do Covid-19 e H1N1 no estado.
“O Lacen como organismo da Vigilância Sanitária e Epidemiológica, trabalha para levar o diagnóstico o mais rápido possível para a população maranhense, em especial neste momento de pandemia. Nós estamos vivendo aqui uma rotina de dedicação total dos nossos profissionais para contribuir para a saúde pública do estado”, disse o diretor do Lacen, Luiz Fernando Ramos.
Atualmente, as equipes trabalham em três turnos que iniciam às 7h e encerram às 23h, de domingo a domingo. Por dia, o laboratório chega a analisar entre 60 e 90 amostras, a depender dos kits disponíveis. Para a entrega de material dos laboratórios, o serviço funciona até as 22h. Nos fins de semana, o funcionamento para recebimento de amostras é das 9h às 11h e das 14h às 16h.
“Por ora, nós esperamos a chegada dos kits do Ministério da Saúde e que também cheguem os kits adquiridos pela SES. Em meio à circulação do vírus H1N1 no estado, também realizamos esse diagnóstico aqui mesmo. E conforme for aumentando a demanda, vamos fazer a adequação interna dos nossos profissionais para ampliar o recebimento das amostras”, esclareceu o diretor.
Dedicação
As equipes que trabalham no Lacen estão todas paramentadas com os EPIs necessários. Funcionários acima de 60 anos foram dispensados do trabalho por integrarem o grupo de risco.
“A rotina é bem pesada, já saímos daqui 4h da manhã, quando tivemos uma demanda muito alta de amostras”, contou o médico veterinário, Erick Takashi, que é da Agência Estadual de Defesa Agropecuária do Maranhão (Aged) e se prontificou para trabalhar na biologia molecular do vírus.
“Eu trabalho no laboratório de raiva, da Aged, e inicialmente muita gente me perguntou como eu podia contribuir com esse trabalho e expliquei que ajudo com a parte técnica biomolecular. Quando cheguei aqui, ajudei na implantação de um sistema de biossegurança para evitar a contaminação dos profissionais de saúde”, explicou Erick Takashi.
Atualmente, o Lacen é o laboratório referência no estado do Maranhão para análise das amostras do Covid-19. As amostras são investigadas no estado e a conclusão ou parecer de positivo ou negativo serão dados pelo Ministério da Saúde, por meio do Instituto Evandro Chagas, no Pará. Como laboratório de referência, o Lacen tem a prerrogativa para coordenar a rede de laboratórios seja ela pública ou privada. Dessa forma, todos os laboratórios devem encaminhar as amostras com agravo, independente da metodologia, para que seja feito o controle de qualidade.
Profissionais do Lacen têm redobrado a rotina de trabalho para realizar diagnóstico do Covid-19 e H1N1 no estado (Foto: Reprodução)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *