Além de derrotada, a ex-governadora Roseana Sarney sairá das eleições de 2018 com fama de coveira de políticos. Depois de enterrar Lobão Filho e Gastão Vieira em 2014, agora foi a vez dela fazer o mesmo com o irmão, Sarney Filho, e o senador Edison Lobão, ambos com mais de 30 anos de mandatos em Brasília, mas que foram derrotados para o Senado pelos candidatos de Flávio Dino, Weverton e Eliziane.

Muitas pessoas colocam na conta também de Roseana a não reeleição do deputado estadual Léo Cunha, irmão de Ribinha Cunha, candidato a vice na chapa da filha de José Sarney. O parlamentar teve votação vexatória com pouco mais de 17 mil votos. Depois de fazer parte da base do governador Flávio Dino, agora ele experimenta o preço da traição e de estar ao lado de Roseana.

Além de se enterrar, enterrar a própria família, Roseana enterrou também a família do seu cunhado Ricardo Murad. O ex-secretário de Saúde não conseguiu reeleger a filha Andrea para a Assembleia e ainda teve que votação ruim para quem concorria ao cargo de deputado federal com a alcunha de o gigante da saúde. Talvez os bonecos irregulares que ele espalhou nas cidades tenha atrapalhado a campanha do clã Murad.

Do Marrapá