Versada em jogos de baralho, sua grande especialidade, Roseana sabe que o bom jogador não pode ficar com cartas ruins na mão.

Roseana e Sarney sempre descartaram sem dó nem piedade aqueles que lhes serviram e que depois consideravam “velhos”, ultrapassados.

Mas sempre preservaram os tradicionais amigos Lobão e João Alberto. Agora a princesa da oligarquia, sem se olhar no espelho, meteu na cabeça que Lobão e João Alberto atrapalham seus delírios de poder.

E está exigindo que essas “cartas ruins” sejam descartadas.

Jogados fora como móveis velhos.

Mais um capricho de uma figura que não tem amigas, como sempre dizia o ex-senador Cafeteira.

Duas perguntas nascem desse novo capricho da filha do coronel Sarney. Primeiro, basta a ela trocar as companhias para parecer que “mudou”? Segundo, como Roseana pretende resolver o problema do seu mano Zequinha, que não abre mão de ser senador ?

Do Marrapá