Blog do Waldemar

COVID-19: Prefeito Deoclides afirma que Hospital de Porto Franco terá leitos de UTI’s e enfermarias

O Hospital e Maternidade Aderson Marinho (HMAM) hoje é referência como Polo de Saúde de Porto Franco e Região. O #TBT desta quinta-feira (6) vai relatar um pouco da história dessa importante unidade de saúde.


Na década de 90, no município funcionava a Unidade de Saúde FSESP – Serviço Especial de Saúde Pública. O Hospital de Porto Franco foi criado na gestão do prefeito Deoclides em 1996 e funcionou até 1999 na Casa de Saúde Santo Antônio, do Dr. Jorge Anchieta, na Av. Benedito Leite.

Como deputado estadual, Deoclides Macedo lutou e viabilizou recursos junto ao Banco Mundial para a construção do HMAM. E em 05 de outubro de 1999, na gestão do prefeito Erivaldo Marinho e do vice Fortunato Macedo, foi inaugurado o Hospital e Maternidade Aderson Marinho de Porto Franco.

Posteriormente, em 29 de abril de 2006, na gestão do prefeito Deoclides e do vice Aderson Marinho Filho, parceria com as esferas estadual e federal resultou na entrega do hospital todo reformado, ampliado e equipado para melhor oferecer os serviços de saúde.

Em breve, a população de Porto Franco e Região contará com a implantação de 10 leitos de UTI’s e 20 leitos de enfermarias, sala de urgência e estabilização, equipamentos modernos para atender melhor os casos de emergência de pacientes acometidos de covid-19. As obras de reestruturação e ampliação do hospital é resultado de parceria entre a Prefeitura e o Governo do Maranhão.

*CURIOSIDADE*

Você sabia que o patrono do hospital, o saudoso Aderson Marinho, é um personagem que até hoje, após 20 anos do seu falecimento, continua vivo na lembrança dos portofanquinos; um quase “médico” que cuidava das pessoas e inclusive doou o terreno para construção do hospital.

Vindo da Fazenda Rosa dos Ventos, chegou ao município muito novo e logo se adaptou à vida da pequenina Porto Franco. Ele foi funcionário do IBGE, como agente de Estatística, mas sua verdadeira paixão era o atendimento farmacêutico que prestava como muito zelo e amor a todos que lhe procuravam, principalmente os mais humildes.

Nunca, uma pessoa ficava sem atendimento, tivesse dinheiro ou não. Ele aprendeu a lidar com remédios, com seu tio e mestre, João Walcácer quando, juntos, faziam a manipulação das fórmulas mais eficazes para o tratamento de doenças.

Já no final dos anos cinquenta, Sr. Aderson inaugurou a Farmácia Marinho, onde passou a vender medicamentos industrializados, mas sem nunca abdicar da manipulação.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *