Blog do Waldemar

BOA NOTÍCIA: VLI vai investir no Distrito Agroindustrial de Porto Franco

Uma boa notícia que vai gerar novas oportunidades de emprego, trabalho e renda no município de Porto Franco. O prefeito Deoclides Macedo recebeu, nesta terça-feira (22), ofício da VLI que trata sobre o contrato de concessão do Terminal Integrador da VLI no Distrito Agroindustrial – Diagro de Porto Franco.
A VLI – Companhia de Soluções Logísticas que integra ferrovias, terminais e portos, e a Valec Engenharia, Construções e Ferrovias S.A. assinaram contrato de concessão do Terminal Integrador de Porto Franco (MA), que ficará sob a administração da VLI pelos próximos 15 anos, podendo ser renovado por mais cinco.
De acordo com o documento, a empresa vai investir, entre obrigações contratuais, adequação e capacitação do terminal, mais de R$ 20 milhões durante o período. As obras no terminal terão início no próximo mês e a previsão é de que as operações já comecem no primeiro semestre de 2022. A expectativa é que cerca de 100 empregos deverão ser gerados para ativação do complexo.
O prefeito Deoclides recebeu otimista a notícia dos investimentos da VLI, que vão gerar empregos e movimentar a prestação de serviços em Porto Franco. “A Prefeitura ao aderir ao Programa Cidade Empreendedora e ao IEMA Vocacional, fruto de parceria com o Sebrae e o Governo do Estado, vai garantir que os fornecedores locais possam oferecer serviços à Companhia, além de qualificar a mão de obra local com cursos profissionalizantes voltados para o empreendimento”.
De acordo com informações da VLI, o ativo conta com estruturas de armazenagem e transbordo de grãos e a previsão é de elevar a movimentação de cargas na região, que a empresa já recebe de outros terminais, em mais de 30%. O terminal reforça, ainda, a presença da Companhia no Corredor Centro-Norte, dentro do conceito de logística integrada da empresa.
Para integrar os modais, conectando a malha ferroviária aos principais portos do Norte, a VLI implementou uma solução logística que já conta com os Terminais Integradores de Porto Nacional e Palmeirante, no Tocantins, além de escoamento via Terminal Portuário de São Luís, no Maranhão. Por meio do modal ferroviário, cargas de milho, soja e farelo de soja saem do interior do país, passam pelos terminais de Porto Nacional e Palmeirante, e seguem até o Porto do Itaqui.
“Esse é mais um investimento que vai gerar desenvolvimento, colocando Porto Franco em evidência nos cenários estadual e nacional”, afirma o prefeito Deoclides Macedo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *