Blog do Waldemar

BANCADA DA PAPUDA:;Deputado condenado quer exercer o mandato mesmo preso

O deputado João Rodrigues (PSD-SC), cuja prisão para o início do cumprimento da pena de cinco anos e três meses foi determinada ontem (7) pelo Supremo Tribunal Federal (STF), entrou com recurso no Supremo Tribunal Federal (STF) para assegurar o cumprimento de seu mandato parlamentar até dezembro deste ano, penúltimo mês da atual legislatura (2015-2019). A defesa quer garantir a ele o mesmo tratamento dado ao deputado presidiário Celso Jacob (MDB-RJ): trabalhar na Câmara durante o dia e cumprir a pena à noite. Os dois foram condenados ao regime semiaberto. Rodrigues está nos Estados Unidos e pretende se entregar, segundo sua assessoria, assim que desembarcar no país nesta sexta-feira (9).

Apesar de não ser uma situação inusitada na Casa, a Secretaria-Geral da Mesa da Câmara ainda não sabe que decisão tomar sobre o caso. O STF determinou nessa quarta-feira à Polícia Federal que execute o mandado de prisão do congressista. Jacob exerceu o mandato na condição de preso durante quase seis meses, entre julho e novembro. Teve o direito revogado após ser pego levando queijo provolone e biscoito dentro das calças para o presídio, onde se recolhia apenas para dormir e passar os finais de semana e feriados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *