Blog do Waldemar

AVANÇO: HU-UFMA lança Classe Hospitalar para crianças internadas

Espaço permite a continuidade do processo de aprendizagem, facilitando o retorno à escola e a conclusão do Ensino Fundamental
HU-UFMA lança Classe Hospitalar para crianças internadas
Nesta quinta-feira, 19, o Hospital Universitário da UFMA (HU-UFMA), vinculado a Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh), lançou uma Classe Hospitalar na Unidade Materno Infantil, voltada aos alunos impossibilitados de frequentarem a escola, por motivo de internação ou de atendimento ambulatorial para fins de tratamento de saúde, de forma a garantir a continuidade do processo de aprendizagem e acompanhamento pedagógico, que lhes facilite o retorno à escola e a conclusão do Ensino Fundamental.
Advinda da parceria com a Secretaria Municipal de Educação (SEMED), a iniciativa foi oficializada quarta-feira, 18, com a assinatura do convênio realizada pela superintendente do HU-UFMA, Joyce Santos Lages, e pelo secretário, Raimundo Moacir Mendes Feitosa. No primeiro momento, foram convidados os veículos de comunicação para um Café com Imprensa, em celebração aos 20 anos da Unidade de Comunicação Social do HU-UFMA, em seguida, os participantes do evento visitaram as instalações da Classe Hospitalar. Na oportunidade, estavam a superintendente do HU-UFMA, Joyce Santos Lages; o vice-reitor da UFMA, Marcos Fábio Belo Matos; alguns gestores do hospital, professoras da Secretaria Municipal de Educação (SEMED), alunos e familiares.
A Classe Hospitalar compreende as seguintes atividades: alfabetização e aceleração de estudos para portadores de Doença Renal Crônica assistidos na Unidade de Cuidados Renais (ABC NEFRO); e atendimento educacional para crianças e adolescentes internados ou em tratamento na Unidade Materno Infantil. A coordenadora do projeto pedagógico, Nilsen Maria de Almeida Costa, explicou como será o fluxo de aprendizagem. “Nosso trabalho é fazer uma ponte com a escola onde essas crianças estão matriculadas, dando um suporte no período em que estão internados. Dessa forma, o que está sendo trabalhado na escola, será reforçado por nós para que não tenham o ano letivo prejudicado. A organização desse processo será de acordo com a demanda do hospital e como as escolas irão responder a nossa proposta, vamos interagir com as instituições e com as famílias”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *