Blog do Waldemar

ATUAÇÃO: Eliziane condena corte de recursos para o Capes e recebe apoio de liderança quilombola

Com trabalho de defesa das comunidades quilombolas e povos tradicionais, Eliziane Gama teve a atuação parlamentar reconhecida por Socorro Nascimento, a única mulher negra quilombola e trabalhadora do campo a homologar a pré-candidatura à Câmara Federal.

Socorro Nascimento tem 37 anos de dedicação à luta do negro, dos pobres, dos quilombolas e do trabalhador do campo e afirmou que Eliziane também representa muito bem essa luta. Socorro já foi diretora da Federação dos Trabalhadores e Trabalhadoras na Agricultura do Estado do Maranhão (Fetaema)

 “Para mim como mulher maranhense, me sinto representada com a pré-candidatura de Eliziane pela firmeza e pelo empenho que ela tem trabalhado como parlamentar. Nós que somos rurais sabemos que ela sempre defendeu as nossas pautas”, afirmou Socorro Nascimento, liderança quilombola e pré-candidata a deputada federal.

Desde do Parlamento Estadual, Eliziane Gama tem uma luta em defesa dos direitos à terra e defesa dos povos tradicionais. Ela acompanhou a Ouvidoria de Segurança nas visitas às comunidades quilombolas maranhenses e o trabalho de demarcação de terra.

No Congresso Nacional, ela se manifestou contra a PEC 215 e lutou ao lado dos povos tradicionais contra essa Proposta de Emenda Constitucional. A PEC 215 tem a intenção de delegar exclusivamente ao Congresso Nacional o dever de demarcação de territórios indígenas e quilombolas, e é mal vista por essas comunidades.

 

Corte de recursos da Educação

A comunidade científica e acadêmica brasileira está em polvorosa por conta da notícia que seriam cortados custos com a Ciência e Tecnologia brasileira, com isso, bolsas de mestrado e doutorado bem como diversos projetos de pesquisa sofreriam muito com tais cortes. Por conta disto, o Conselho Superior da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) está semana enviou, ao Governo Federal, um ofício pedindo que o projeto atual, aprovado no Congresso Nacional em julho, não sofra vetos.

De fato existe um desejo do Governo para que o orçamento para o setor sofra cortes e quanto a isso a deputada federal Eliziane Gama (PPS), usou as redes sociais para mostrar repúdio contra a medida e afirmou que usará todos os meios possíveis para evitar que tais cortes ocorram. Via redes sociais Eliziane que também é pré candidata ao Senado afirmou.

“Sobre a questão de corte de repasses para CAPES que afetaria bolsistas e que feriria de morte a Ciência e Tecnologia do Brasil, afirmo que quando houver o debate na Câmara sobre a LOA de 2019 nos posicionaremos contra e levaremos esse debate até as últimas instâncias”, declarou.

Na opinião de Eliziane Gama, não há gastos em Educação e Ciência e Tecnologia, há investimentos e cortar repasses do CAPES é um ato que consideramos de lesa a pátria. “A comunidade acadêmica e científica brasileira pode contar com nosso mandato para evitar que tais cortes ocorram”, declarou.

A pré-candidata ao Senado afirmou ainda que caso o projeto de corte de gastos passe pela LOA (Lei Orçamentária da União) existem meios de buscar a Justiça, pois tais cortes ferem diversos artigos da constituição desta forma podendo a demanda ser resolvida no judiciário.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *