Blog do Waldemar Ter

MA se prepara para receber refinaria e siderúrgica

O Maranhão se prepara para em breve receber dois empreendimentos da magnitude internacional e que vão gerar uma explosão de novos empregos e oportunidades para todo o estado, principalmente para Bacabeira, traumatizada depois da frustração da refinaria Premium prometida pela ex-governadora Roseana Sarney (PMDB), mas que nunca saiu do papel.

A expectativa é para instalação de uma siderúrgica chinesa e, finalmente, uma refinaria, fruto de parceira entre indiano, iranianos e brasileiros. O assunto foi destacado na edição desta quinta-feira (14) no jornal O Imparcial.

A siderúrgica é negociada desde 2015, o fundo de investimento responsável pelo empreendimento se chama CBSteel. Além da instalação da fábrica para tratamento do metal, o contrato também prevê a construção de uma cidade inteligente na região de Bacabeira. O investimento é de até US$ 8 bilhões, serão produzidos até 10 milhões de toneladas de aços longos. O plano é iniciar a construção em 2018 e a operação até 2022. As autoridades apostam que o negócio pode gerar entre 3 mil e 5 mil empregos. O vice-governador Carlos Brandão (PSDB) esteve recentemente em Pequim negociando o acordo.

Já a refinaria é fruto de parceria público-privada entre o banco indiano Exim Bank, responsável pelo capital; o governo do Irã, que fará exploração do refino e pagará o investimento com petróleo; e o Brasil, que cederá o terreno ao empreendimento. O objetivo é de produzir 650 mil barris por dia. A previsão de início também é para o próximo ano e a estimativa é de 15 mil empregos.

O Governo do Maranhão trata o assunto de forma cautelosa, quer evitar uma precipitação como ocorreu em 2015 com a fraudulenta refinaria de Roseana, quando vários pequenos empreendedores ficaram na miséria depois do cancelamento pela Petrobras.

São dois projetos capazes de mudar radicalmente o mapa econômico do Maranhão. O Palácio dos Leões encaminhou medidas provisórias a Assembleia Legislativa no sentido de gerar incentivos para a instalação dos empreendimentos e agora corre contra o tempo para garantir que as parcerias se tornem realidade.

2 comentários sobre “MA se prepara para receber refinaria e siderúrgica

Deixe uma resposta