Blog do Waldemar Ter

Ingratidão pouca é bobagem!

Eleito por graça e obra de Flávio Dino (PCdoB), o senador Roberto Rocha (PSB) perdeu o chão com a decisão da Procuradoria Geral da República (PGR) de arquivar a denúncia fantasiosa de um delator relacionando o governador do Maranhão a doações da Odebrecht Ambiental.

Autodeclarado pré-candidato a governador, o senador que nem partido tem talvez apostasse no desgaste do ex-aliado comunista para ter alguma chance na disputa pelo Palácio dos Leões.

Como a farsa contra Dino sequer prosperou, restou a Rocha fazer coro aos disparates do sibilino senador Renan Calheiros (PMDB), mancomunados pelo oligarca José Sarney (PMDB).

Acabou, claro, sobrando para Rodrigo Janot, alvo das flechas com x do vulgo “Asa de Avião”.

Veja:

2 comentários sobre “Ingratidão pouca é bobagem!

  1. João Luiz Pereira Tavares

    Há de se lembrar também que o PT e o Petismo [PCdoB; CartaCapital; Luis Nassif; PSOL] adoram a baixa-cultura para poder dominar mentes e fazer quem tem bom gosto ficar com vergonha do bom gosto (chamam até nas universidades tais pessoas de “ELITISTAS”).

    O PT e seus satélites são de gosto e política que valorizam a indústria cultural, a cultura de massas, o coitadismo cultural, o brega, o cafona, o barango e o Kitsch.

    Péssimo para a educação do Brasil e para a identidade e construção de um PROJETO de NAÇÃO.

  2. Raphael Henrique Lopes

    Roberto Asa de Avião Rocha, chora na cama enrolando no lençol porque é quentinho…… Mas tenho aqui uma dúvida “O QUE FAZ MESMO UM SENADOR? “

Deixe uma resposta