Blog do Waldemar Ter

Os silêncios do filme da Lava Jato: Por que Youssef estava no Maranhão?

Folha de SP – Logo no começo do filme, é mostrada uma sequência eletrizante que antecede a prisão do doleiro Alberto Yousseff, no Maranhão. Na telona, delegados federais em Curitiba e em São Luís se organizam para apanhar Yousseff antes dele fugir de um hotel de luxo na cidade. A cena mostra, inclusive, que o juiz Sergio Moro teria recebido uma mensagem de texto no celular para autorizar a ação contra o doleiro, no sistema interno da Justiça Federal. O que o filme não mostra é o que Yousseff estava fazendo lá: pagando propinas a servidores do governo Roseana Sarney, como informou uma reportagem de agosto de 2014 do jornal O Estado de S. Paulo.

O relatório da PF indica que o governo do Maranhão recebeu R$ 6 milhões para burlar a fila de pagamento de precatórios e antecipar um pagamento de R$ 113 milhões para a empreiteira UTC/Constran. O caso abriu uma investigação por lavagem de dinheiro e associação criminosa contra Roseana, que terminou absolvida em julho deste ano.

Veja aqui

 

 

2 comentários sobre “Os silêncios do filme da Lava Jato: Por que Youssef estava no Maranhão?

    1. Leandro Miranda Autor da Postagem

      Por isso que nem tua mulher te aguentou, Rivaldo. Por isso que ela jogou tuas coisas na tua cabeça, lá no Renascença. Tome seu Rivotril, evite álcool e baixe esse seu farol. O que é teu está guardado.

Deixe uma resposta