Blog do Waldemar Ter

Roberto Rocha, o indigesto, só tem dois nomes para filiar ao PSDB: o filho e um vereador

Se o objetivo da cúpula nacional do PSDB em descer por goela abaixo Roberto Rocha no partido no Maranhão é só pelo fato de ele ser senador da República, os dirigentes da sigla no Brasil estão muito enganados. Sem força política no estado e eleito puxado pelo governador Flávio Dino, Asa de Avião – como ficou conhecido – possui fama de desagregador em seu estado natal e não tem quadros para fazer o PSDB crescer.

Roberto Rocha Júnior e Roberto Rocha

A filiação de Roberto Rocha ao partido tucano por cima só demonstra o desprestígio e o desgaste do senador com os dirigentes estaduais do PSDB. Assim como tentou fazer com o PSB, Asa de Avião ignora a opinião da maioria do seu partido no Maranhão e começa a levar fama de ser, além de traidor, indesejado.

vereador Estevão Aragão

Sem força e escrachado pela população e pela classe política em todos os cantos do Maranhão, Rocha só tem dois nomes para filiar ao PSDB com a sua chegada. Um deles é o vereador Estevão Aragão, amigo íntimo da família e fiel defensor dos interesses do senador nas redes sociais e em grupos de WhatsApp.

O outro é o próprio filho do senador, Roberto Rocha Júnior, ex-vereador eleito nas articulações de 2012 que resultaram na vitória de Edivaldo Holanda Júnior e na montagem da chapa vencedora em 2014 com Flávio Dino e Roberto Rocha. Em 2016, Asinha foi oferecido pelo pai a todos os candidatos a prefeito, como vice, numa clara estratégia que tinha como objetivo atrapalhar o deputado estadual Bira do Pindaré de lançar sua candidatura à Prefeitura de São Luís pelo PSB. Ele acabou sendo vice de Wellington do Curso.

Se os dirigentes nacionais do PSDB estão pensando em filiar o senador Roberto Rocha para fazer base ao partido para as eleições presidenciais de 2018, é bom eles repensarem a estratégia. Sob o comando do atual presidente, o vice-governador Carlos Brandão, os tucanos deram um grande salto no Maranhão em 2016, com a eleição de dezenas de prefeitos, vice-prefeitos e vereadores.

A chegada do indesejado Roberto Rocha pode jogar todas essas conquistas por água abaixo, já que a debandada deve ser geral no ninho tucano.

É bom o PSDB nacional repensar essa estratégia, já que o risco de passar vergonha, como foi nas eleições de 2014 com Aécio Neves – que tinha Roberto Rocha como o grande entusiasta da campanha do tucano no Maranhão – é muito grande.

2 comentários sobre “Roberto Rocha, o indigesto, só tem dois nomes para filiar ao PSDB: o filho e um vereador

Deixe uma resposta