Blog do Waldemar Ter

Crise na OAB: conselheiro e presidente da SAMA trocam acusações nas redes sociais

A gestão de Thiago Diaz na presidência da OAB/MA tem gerado uma crise sem precedentes no meio jurídico. Até mesmo discussões para tratar sobre temas ligados a classe se transformam em um barril de pólvora. A situação se agravou ainda mais depois que ele simplesmente destituiu o vice-presidente, Pedro Alencar, da presidência da Comissão de Prerrogativas do Advogado.

Um exemplo dessa tensão permanente aconteceu entre o conselheiro estadual da OAB-MA, José Alencar Oliveira, aliado de Pedro Alencar, e o presidente do Sindicato dos Advogados do Maranhão (SAMA), Mozart Baldez.

Depois de Alencar fazer uma publicação nas redes sociais, os dois iniciaram uma discussão com ofensas e trocas de acusações. Mozart disse estar sendo perseguido pelo conselheiro ao ser excluído de grupo de WhatsApp e ainda o acusou de puxar saco de magistrados para se beneficiar. Em resposta, Alencar revelou que o sindicalista foi expulso do cargo de delegado no Distrito Federal por não ter prestado concursos público. Os xingamentos e ataques continuarem, posteriormente a conversa foi excluída da internet.

Contudo as provocações não cessaram. “Meu dia foi ótimo, e a noite melhor ainda. Quem me conhece sabe que um ALENCAR cearense/pernambucano não tem medo de nada…! ”.

Mozart também usou as redes sociais para explicar o posicionamento do Sindicato diante a guerra entre o presidente da OAB e o vice. “O Sama defende a instituição OAB/MA e não lutas internas e insanas pelo poder”.

Toda essa instabilidade entre as instituições que regem a advocacia é obra da incapacidade do presidente Thiago Diaz que utiliza a OAB apenas para interesses próprios, inclusive sendo suspeito em outras oportunidades de não respeitar a concorrência para adquirir contratos junto a Prefeituras.

A guerra política na OAB virou caso de Polícia diante de tantas acusações.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Deixe uma resposta